Maison

MODERNISMO E SUSTENTABILIDADE?

MODERNISMO E SUSTENTABILIDADE?

Para entender um pouco mais sobre a relação deste estilo de decoração e arquitetura com a sustentabilidade, vamos primeiro a sua origem:

Movimento artístico e cultural, influenciou a literatura, o design, as artes plásticas, cinema e a arquitetura. Com início na Europa, acabou se difundindo pelo mundo chegando até ao Brasil. Buscando rever conceitos artísticos anteriores, procurava criar uma nova cultura que inspirasse o progresso por meio de soluções traduzidas em técnicas e materiais mais atuais.

Com grande influência da escola de design Bauhaus, a arquitetura moderna herdou o uso de materiais pré-fabricados, priorizou a simplificação dos volumes, usou de geometrização das formas e linhas retas ou perpendiculares em seus projetos. As fachadas e coberturas eram amplas, com paredes lisas e janelas amplas em fita, estas tornando-se bem características do movimento.

Criada em 1919 na Alemanha pelo arquiteto Walter Gropius, o nome da escola é a junção dos termos alemães “bauen” (para construir) e “haus” (casa) e foi a principal responsável por grande parte do desenvolvimento da arquitetura moderna do século XX. Encerrou as atividades em 1933 devido a perseguições nazistas, mas muitos de seus artistas migraram para outros países da Europa, Estados Unidos e até América do Sul.

Devido aos principais pontos da arquitetura moderna, é possível inspirar projetos até hoje para o uso de práticas e escolhas mais sustentáveis. Mas você sabe quais são eles?

Fachada livre
Janelas em fita
Pilares
Terraço jardim
Planta livre

Com mais liberdade de criação, os arquitetos puderam ousar trazendo em seus projetos uma preocupação com um menor impacto na Natureza com ambientes mais orgânicos, com mais jardins e espaços verdes, propondo também maior integração do interno e externo, além do uso de janelas horizontais permitindo assim uma maior influência de luz natural nos ambientes. Além disso, devido a estrutura com design mais livre, também foi possível experimentar formas para melhor aproveitar a economia de energia como o escoamento de água da chuva, por exemplo.

O estilo também acolhe poucos, mas eficientes materiais para suas construções, que são podem ser menos abrasivos à natureza, mais duradouros e visando evitar desperdícios como o vidro, o concreto e o ferro, por exemplo. Uma outra característica sustentável bem interessante é a busca de novas tecnologias para aplicar no interior das casas, trazendo menos acessórios, com múltiplas e inovadoras funções. O progresso sendo visto também nos mínimos detalhes.

Confira a seguir alguns nomes de importantes arquitetos para você se inspirar:

Le Corbusier
Mies van der Rohe
Frank Lloyd Wright
Oscar Niemeyer

E aí, já conhecia esse estilo e suas influências? Continue acompanhando para mais temas como esse por aqui 😉

Fonte: Vivadecora Pro