Maison

Conheça o Neoplasticismo

Conheça o Neoplasticismo

Na Holanda de 1917, era lançada uma publicação feita por artistas de vanguarda dando início ao movimento conhecido como Neoplasticismo. A ideia por trás desse novo movimento era a busca por unir as diversas formas de arte, como pintura e arquitetura. Almejando atingir o equilíbrio por meio do uso de formas simples, linhas retas e cores primárias.

Um dos grandes artistas desse movimento era o pintor holandês modernista Piet Mondrian, que realizou uma das obras de artes mais conhecidas do Neoplasticismo: a pintura a óleo intitulada Composição II em Vermelho, Azul e Amarelo.

O quadro traduz os ideais do movimento que se expressava através de composições com elementos mínimos, na busca por atingir a essência por trás de aparência.  Outro artista que foi influenciado pelo movimento foi o arquiteto e designer de produto holandês Gerrit Thomas Rietveld. Que trouxe A Cadeira Vermelho e Azul, uma cadeira projetada por ele em 1917 e que hoje faz parte do acervo do Museu de Arte Moderna de Nova Iorque (MoMA). Rietveld também é responsável pela primeira obra arquitetônica inspirada pelas características do Neoplasticismo: a Casa Schröder.  

Cadeira Red and Blue: primeiro objeto tridimensional com os conceitos do Neoplasticismo foi criado em 1917, por meio do arquiteto e designer de produto Gerrit Rietveld.

Sua data de construção surpreende pela inovação à época de 1924, devido ao uso inédito de planos quadrados e retangulares, com cores neutras que contrastam com as primárias em perfeito equilíbrio. Isto posto, na arquitetura moderna, o Neoplasticismo toma forma pelo uso de linhas e ângulos retos, além das cores primárias, claro.

Theo Van Doesburg, outro grande nome do movimento, aplicou os ideais do estilo no Café L’aubette em 1926, um dos seus projetos mais conhecidos.

Café L’aubette: projetado em 1926 por Theo Van Doesburg, um dos grandes nomes do Neoplasticismo.

De maneira geral, o Neoplasticismo tem as seguintes características na arquitetura:

  • Uso das formas elementais: como linhas, planos e cubos
  • Formas assimétricas harmônicas
  • Cores primárias saturadas ou tons neutros (branco, preto e cinza)
  • Ângulos retos e lineares
  • Superfícies planas
  • Não admite decorações exageradas 

Curtiu o estilo? Deixe nos comentários o que achou!

Fonte: Viva Decora